França/Covid

França começa a desconfinar a 3 de Maio

Porta-voz do governo francês, Gabriel Attal, confirma intenção de começar desconfinamento a partir de 3 de Maio em França.
Porta-voz do governo francês, Gabriel Attal, confirma intenção de começar desconfinamento a partir de 3 de Maio em França. REUTERS - GONZALO FUENTES

Em França o porta-voz do governo, Gabriel Attal, anunciou hoje que o executivo prepara o início de um desconfinamento progressivo do país a partir de 3 de Maio. Até ao verão os recintos culturais e os restaurantes, fechados desde Outubro, devem retomar as suas actividades e devem ser levantadas as proibições de deslocações entre províncias.

Publicidade

O porta-voz do governo francês fez o resumo da reunião do Conselho de saúde e segurança que se debruçou sobre a evolução da pandemia de Covid-19 no país.

Gabriel Attal admitiu que a França deveria estar no pico da terceira vaga da epidemia de novo coronavírus, ou perto de alcançar esse nível.

O país continua a registar níveis muito elevados de casos de novo coronavírus e subsequentes admissões nas Unidades de cuidados intensivos dos hospitais num país onde mais de 101 500 pessoas morreram da doença.

A epidemia recua dois vezes mais devagar que em Novembro do ano passado, explicou Attal com fortes disparidades regionais.

A taxa de reprodução do vírus (R0) estaria agora abaixo dos 0,9 e deveria continuar a baixar, afirmam especialistas.

No entanto o executivo trabalha na expectativa de que o número de contaminações caia para cerca de 20 000 por dia, dentro de um mês, e que se alcançará o objectivo dos 20 milhões de vacinados (pelo menos uma dose) a meados de Maio.

Assim sendo as esplanadas e recintos culturais deverão reabrir a partir de 3 de Maio de forma progressiva e até ao verão em França.

Por outro lado doravante os passageiros provenientes da Índia ao chegaram a França ficam em quarentena obrigatória.

Este é um dispositivo que entra em vigor no sábado também para quem chegue do Brasil, Chile, Argentina e África do Sul e, mesmo, da província ultramarina francesa da Guiana, devido aos elevados índices da epidemia e respectivas variantes nesses territórios.

Eis um extracto da alocução de Gabriel Attal, porta-voz do governo francês.

"Obviamente que tudo o que o presidente disse aos franceses na sua alocução de 31 de Março constitui a base de trabalho do governo.

A 3 de Maio está previsto que as restrições que dizem respeito às deslocações sejam levantadas, ou seja o fim da autorização necessária e o fim da proibição das deslocações entre províncias.

A meados de Maio certas esplanadas e certos estabelecimentos culturais devem voltar a abrir. Obviamente que os recintos que estiveram encerrados, muitos dentre eles desde há largos meses, abrirão, em seguida, de forma progressiva até ao verão."

Gabriel Attal, porta-voz do governo francês, 21/4/2021

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI