França/Covid

França esboça desconfinamento por etapas a partir de Maio

Primeiro-ministro francês, Jean Castex, em conferência de imprensa em Paris a 22 de Abril de 2021.
Primeiro-ministro francês, Jean Castex, em conferência de imprensa em Paris a 22 de Abril de 2021. AFP - LUDOVIC MARIN

O recolher obrigatório nocturno é mantido em França até meados de Maio devido à persistência da delicada situação sanitária devido à Covid-19. O primeiro-ministro, Jean Castex, acaba, porém, de confirmar a intenção do governo em começar a levantar algumas das restrições sanitárias a partir de 3 de Maio e também a reabertura de alguns estabelecimentos. 

Publicidade

Numa conferência de imprensa em Paris o primeiro-ministro francês, Jean Castex, fez o ponto da situação relativamente à epidemia do novo coronavírus.

Ladeado pelos ministros da saúde, da educação e da administração interna Jean Castex esboçou a lógica prudente e por etapas de desconfinamento a começar a 3 de Maio.

"Desejamos que esta reabertura possa começar em torno de meados de Maio.

Mas devido ao contexto sanitário ainda frágil com o qual estamos confrontados, deveremos organizá-la de forma a que esta decorra por etapas.

A partir de 3 de Maio poderemos também levantar, por etapas, as limitações quanto às deslocações durante o dia e equacionar uma série de novas aberturas a partir de meados de Maio, em função da evolução da situação sanitária.

Poderíamos começar pelas lojas, algumas actividades culturais e desportivas e as esplanadas.

Esta lista ainda não foi definida de forma definitiva.

Ela poder-se-á acompanhar de condições particulares ou localizadas no espaço que evoluirão consoante o desenrolar das etapas.

Teremos a oportunidade de informar das condições e dos pormenores em causa nos próximos dias."

Jean Castex, primeiro-ministro francês, 22/4/2021

Uma lógica que é possível devido à redução do número de casos de Covid-19 o que leva o governo a acreditar que o pico da terceira vaga ficou para trás.

O desconfinamento será gradual e deveria permitir a reabertura de estabelecimentos comerciais, culturais, desportivos, bares e restaurantes fechados desde Outubro de 2020.

Nada se sabe por ora sobre o pormenor dos estabelecimentos autorizados a reabrir, outros, caso das discotecas, estão encerrados, desde Março do ano passado.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI