França/Saúde

Guiana francesa confinada, situação melhora na França europeia

O Primeiro-ministro francês, Jean Castex, que foi vacinado com uma primeira dose da AstraZeneca no dia 19 de Março de 2021, encorajou os franceses em 14 de Maio a deslocarem-se aos centros de vacinação para acelerar a melhoria da situação sanitária no país.
O Primeiro-ministro francês, Jean Castex, que foi vacinado com uma primeira dose da AstraZeneca no dia 19 de Março de 2021, encorajou os franceses em 14 de Maio a deslocarem-se aos centros de vacinação para acelerar a melhoria da situação sanitária no país. REUTERS - POOL

A situação sanitária na França europeia regista uma melhoria com a baixa de número de  casos e de hospitalizações por um lado  e  por outro com a aceleração da campanha vacinal. Em contrapartida a Guiana francesa, na América do Sul, volta a confinar devido ao recrudescimento das contaminações.  

Publicidade

A partir de sexta-feira, a Guiana francesa, território que faz fronteira com o Brasil, será confinada durante 17 dias , devido à degração da situação sanitária.

Segundo a Agência Regional de Saúde, no território ultramarino francês de cerca de 300.000 habitantes, a incidência é de 346 casos por 100.000 habitantes no  espaço de uma semana.

Durante o semi-confinamento,os bares,restaurantes, cinemas e piscinas públicas serão encerrados. Os estabelecimentos escolares, assim como os jardins de infância permanecerão em actividade.

O  confinamento da Guiana ocorre numa altura em que a França europeia, regista uma melhoria dos indicadores sanitários, com uma baixa dos  casos de Covid e das hospitalizações relacionadas com a doença.

Paralelamente , a França cuja campanha vacinal acelerou, deveria ultrapassar os 20 milhões de vacinados nos próximos dias, não obstante a rejeição da vacina AstraZeneca, com a qual o executivo francês tinha contado para atingir a maior meta de pessoas vacinadas.

Segundo os últimos dados publicados no dia 13 de Maio pelas autoridades sanitárias francesas, pelo menos 19.269.311 pessoas foram vacinadas com uma primeira dose e  8.544.122 com as duas doses, isto é, 12,8% da população total e 16,3% da população adulta.

O Primeiro-ministro, Jean-Castex, encorajou na sexta-feira os franceses a manter um comportamento responsável com vista à melhoria da situação sanitária,antes da chegada de mais de doses da vacina anti-Covid, num momento em que a França deverá passar o limiar de 20 milhões de vacinados.

Castex recomendou à população de se deslocar aos centros de vacinação, dos seus bairros e distritos.

Por outro lado, as autoridades francesas anunciaram que a partir do dia 16 de Maio,os passageiros provenientes de mais quatro países, entre os quais a Colômbia, deverão prever uma fase de quarentena obrigatória de dez dias, depois da sua chegada à França.

De acordo com o executivo francês ,a medida de prevenção foi tomada, devido à forte  circulação da epidemia nos referidos países.

Para além da Colômbia são abrangidos pela medida, o Bahrein, a Costa Rica e o Uruguai.

Pessoas vindas de doze países, dos quais o Brasil,a Índia, a África do Sul,a Argentina e a Turquia, já são submetidas à restrições idênticas.    

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI