França/Segurança

França: polícias denunciam a violência de que são alvo

Polícias franceses afirmam arriscar a sua vida diariamente.
Polícias franceses afirmam arriscar a sua vida diariamente. THOMAS COEX AFP

Cerca de 30 000 polícias manifestam-se hoje em Paris denunciando a violência de que são alvo, nomeadamente após o assassínio em Avignon de um agente policial no passado dia 5 por um suposto traficante de droga. Muitos foram os políticos a vir manifestar-lhes a sua solidariedade.

Publicidade

Gérald Darmanin, ministro do interior francês, fez questão em vir apoiar os polícias na sua manifestação desta tarde junto à câmara baixa do parlamento.

Segundo ele o seu apoio reflectiria também o de todo os franceses.

É verdade que muitos quadrantes políticos se fizeram também representar no local.

Membros do partido de direita "Os republicanos", como o respectivo líder no Senado, Bruno Retailleau, deslocaram-se também à Assembleia nacional em solidarieade com os polícias.

Foi também o caso  de Xavier Bertrand, um ex membro daquela força, e que dirige actualmente a província nortenha Hauts de France.

O partido de extrema direita, União nacional, estava também representado pelo número dois Jordan Bardella.

O líder dos socialistas, Olivier Faure, ou ainda a autarca de Paris, Anne Hidalgo também marcaram presença.

Os polícias descartam, porém, qualquer aproveitamento político do protesto visando denunciar os múltiplos actos de violência de que são alvo em França.

Polícias franceses manifestam-se

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI