Tecnologia

França multa Google em 220 milhões de euros

França multa Google por ter favorecido os seus próprios serviços.
França multa Google por ter favorecido os seus próprios serviços. Alastair Pike AFP/Archivos

As autoridades da concorrência francesa anunciaram hoje uma multa de 220 milhões de euros contra a gigante tecnológica norte-americana por esta empresa ter favorecido os seus próprios serviços na publicidade em linha.

Publicidade

Para além desta multa, as autoridades francesas pedem ainda à Google uma reforma mundial na difusão da publicidade aos seus próprios serviços não só em França, mas em todo o Mundo.

O gigante tecnológico disse já ter acordado algumas medidas com as autoridade gaulesas de forma a melhorar o mercado da publicidade em linha, onde a Google é o ator principal.

O processo das autoridades francesas visava a publicidade programada, em que os anunciantes compram diretamente o direito de aparecer no ecrãs do utilizadores, mediante o seu perfil de pesquisa.

Ao mesmo tempo, o gigante tecnológico permite também aos utilizadores que metam os seus próprios espaços de publicidade à venda. Isto, segundo as autoridades francesas, levou a uma "integração vertical" o que permitia à Google saber o preço a que outros vendiam publicidade e adaptar a sua oferta.

Esta é "uma decisão histórica", segundo Autoridades da Concorrência francesa, e que incide sobre os algoritmos da publicidade.

Este processo foi aberto a pedido dos grupos de comunicação francês Le Figaro, o belga Rossel e o gigante mundial News Corp.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI