Covid-19

Indicadores de covid-19 em França mantêm-se positivos antes da nova fase do desconfinamento

A dia 9 de Junho entram em vigor uma nova fase do desconfinamento em França com restaurantes abertos e recolher obrigatório às 23 horas.
A dia 9 de Junho entram em vigor uma nova fase do desconfinamento em França com restaurantes abertos e recolher obrigatório às 23 horas. Corbis via Getty Images - Frédéric Soltan

A tensão hospitalar em França continua a diminuir a três dias da entrada em vigor de uma nova fase de desconfinamento que vai trazer os franceses de volta ao interior dos restaurantes e adiar o recolher obrigatório para as 23 horas. No entanto, a variante indiana inquieta certas regiões do país.

Publicidade

"De forma global, a situação epidémica do país continua a melhorar em todo o território", declarou Olivier Véran, ministro da Saúde, no domingo em declarações às televisões francesas.

Um dos índices mais importantes, o da tensão hospitalar, continua a descer em todo o país, com o número de pessoas internadas a baixar cerca de 20% todas as semanas, incluindo os pacientes considerados em estado grave.

A taxa de incidência média no país é de 84,4 casos em cada 100.000 habitantes, não havendo na França continental nenhuma região com uma incidência acima dos 150. Só a Guiana francesa apresenta uma taxa elevada de 325 casos em 100 mil habitantes.

A partir de dia 9 de junho, as salas dos restaurantes vão reabrir com 50% da ocupação habitual, o teletrabalho, para as empresas que o desejam, deixa de ser obrigatório, vão reabrir também ginásios e passa a ser possível realizar grandes salões com metade da ocupação normal, estando também de regresso os festivais ao ar livre onde as pessoas fiquem sentadas, com uma limitação a 5 mil pessoas.

As variantes, nomeadamente a variante indiana ou delta pela nova designação da Organização Mundial de Saúde, após já terem sido detetados mais de 100 casos em França, estando a maior parte ligada a viagens ao estrangeiro. Uma das regiões mais afectadas e com mais focos desta variante é em Landes, na região Nova Aquitânia.

As autoridades pedem agora às pessoas vacinadas com a primeira dose que continuem a ter cuidado nas suas interacções sociais, estando já determinado que a máscara vai continuar obrigatórias nas ruas francesas até, pelo menos, o final de junho.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI