França/Covid

França vai administrar terceira dose da vacina contra a Covid-19

Vídeo na rede Instagram do presidente francês Emmanuel Macron advogando uma terceira dose da vacina para idosos e vulneráveis a seguir ao verão.
Vídeo na rede Instagram do presidente francês Emmanuel Macron advogando uma terceira dose da vacina para idosos e vulneráveis a seguir ao verão. © Instagram

A Organização mundial da saúde preconizou nesta quinta-feira uma moratória quanto a uma terceira dose da vacina contra a Covid-19 que países como Israel já estão a implementar. Em Setembro a Alemanha passará a fazê-lo e hoje o presidente francês confirmou que as pessoas vulneráveis e idosas passarão receberão também esta terceira injecção. 

Publicidade

Eis um excerto da alocução do presidente francês, num registo difundido na rede social Instagram, onde Emmanuel Macron nos últimos dias tem se dirigido, nomeadamente aos jovens para apelar a que eles sejam vacinados contra a Covid-19.

"Quando se é imunodeprimido, se tem certas doenças, quando se é idoso ou mais frágil, perdem-se mais facilmente os famosos anti-corpos.

Está agora demonstrado que para se lutar, efectivamente, contra este vírus são necessárias novas injecções.

E, verosimilmente, será necessária uma terceira dose. Não de imediato nem para todos.

Mas, de qualquer maneira, para os mais frágeis e para os mais idosos.

É por isso que nos estamos a preparar, como os demais países europeus, a administrar esta terceira dose aos mais idosos e mais frágeis.

Vamos fazê-lo logo na altura do recomeço das aulas, numa primeira fase, pois, para estas categorias, mas estamos sempre a aprender a cada nova etapa."

Emmanuel Macron, presidente francês, 5/8/2021

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI