Covid-19

França aperta confinamento nas Caraíbas e alarga passe sanitário na metrópole

Emmanuel Macron preside ao conselho de defesa e segurança
Emmanuel Macron preside ao conselho de defesa e segurança Christophe SIMON / POOL / AFP

Confinamento rigoroso na Martinica e na Guadalupe, passe sanitário estendido a certos centros comerciais na França continental são medidas tomadas hoje pelo executivo francês durante o conselho de defesa e segurança que decorreu antes duma reunião do conselho de ministros.

Publicidade

O confinamento estrito na Guadalupe e na Martinica começa já no início da próxima semana.

Visa o encerramento de lojas não essenciais, de arrendamentos sazonais, de hotéis e de praias.

O governo francês convida mesmo os turistas a abandonarem a ilha.

Emmanuel Macron considera que a « situação é dramática » nestes dois departamentos das Caraíbas, onde a taxa de vacinação é três vezes inferior à da metrópole.

Quanto à França continental, Macron insiste que o objectivo é a "vacinação de todos os franceses que podem ser vacinados".

O executivo francês fez ainda saber que os testes de rastreio do Covid-19, sem receita médica, passam a ser pagos a partir de meados de outubro.

O controlo nas fronteiras vai também ser reforçado. 100% dos viajantes provenientes de países de risco serão controlados por testes antigénio.

Macron confirmou ainda a possibilidade de vacinar os maiores de oitenta anos e os mais vulneráveis com uma terceira dose no final do verão.

O objectivo do Eliseu é lutar contra o alegado alastramento da epidemia de Covid-19, e impedir o encerramento do país.

O conselho de defesa e segurança foi realizado por video-conferência e presidido pelo Chefe de Estado a partir do forte de Brégançon, onde se encontra de férias.

Recorde-se que dezenas de milhar de franceses têm saído à rua, este verão, todos os sábados, lutando contra o passe sanitário que consideram « liberticida »

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI