França/ Meio Ambiente

Governo francês abandona taxa carbono

Licença de documentação livre GNU

Dois dias após derrota nas eleições regionais, o governo francês avisa sua base parlamentar que vai engavetar o projeto que previa cobrar taxas da população e das empresas para compensar emissões de gases que provocam o efeito estufa.  

Publicidade

O primeiro-ministro francês, François Fillon, anunciou nesta terça-feira a vários deputados que seu governo vai abandonar a proposta de uma taxa ecológica sobre emissões de gases poluentes.

O premiê alegou que essa taxa deveria estar ligada um acordo europeu, que ainda está em fase hipotética.

Esse imposto ecológico de Nicolas Sarkozy, criticado mesmo dentro de seu próprio partido, o UMP,  ficou claramente ameaçado depois da derrota da direita nas eleições regionais de domingo.

O projeto visava cobrar 17 euros, cerca de 50 reais, sobre cada tonelada de gás carbônico emitida pela combustão de petróleo, carvão, gás natural ou outra fonte de energia fóssil.

Residências particulares e pequenas e médias empresas seriam submetidas à taxa.

Em compesação, grandes indústrias, incluindo empresas de transporte aéreo, centrais elétricas e térmicas ou refinarias, que já fazem parte do mercado europeu de cotas de carbono, estariam excluídas do pagamento.

Essas grandes indústrias são responsáveis por um quarto das emissões de gases poluentes no país.

O Conselho Constitucional francês já tinha anulado a taxa em dezembro, por discordar que grandes poluentes ficariam isentos do pagamento do imposto verde. 

A implantação da taxa poderia arrecadar mais de 1 bilhão e meio de euros, cerca de 4 bilhões de reais, só em 2010, se tivesse sido adotada. O setor agrícola, por exemplo, pagaria 160 milhões de euros de taxas.

Uma nova versão do projeto foi apresentada no início do ano pelo governo, com o objetivo de aplicar a taxa a partir de primeiro de julho.

A decisão de abandonar o projeto foi aplaudida pelo MEDEF, a organizacao patronal francesa, mas os ecologistas lamentaram o recuo.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI