Acesso ao principal conteúdo
Religião/ França

Igreja católica francesa recruta padres na internet

Igreja tenta chamar a atenção dos jovens com campanhas na imprensa e na internet
Igreja tenta chamar a atenção dos jovens com campanhas na imprensa e na internet vocations.cef.fr
2 min

A Conferência Episcopal da França lançou uma grande campanha para recrutar novos padres. Além de cartazes e anúncios na imprensa, a igreja criou um site na internet e um perfil no Facebook para atrair possíveis candidatos ao sacerdócio.

Publicidade

Até o dia 5 de maio quem andar pelas ruas francesas pode ser surpreendido por cartazes com os dizeres "Jesus is my boss" (Jesus é meu chefe) ou ainda "Why Not" (Por que Não). A iniciativa, que poderia ser interpretada como uma campanha de mobilização dos fiés para a igreja, é na verdade destinada ao recrutamento de novos padres.

Para encontrar os "novos talentos", a Conferência Episcopal da França produziu cerca de 70 mil cartazes com a frases de impacto, que estão sendo distribuídos em cafés, cinemas, universidades e outros lugares frequentados por jovens entre 16 e 30 anos, o público alvo da campanha. A igreja católica também aposta na Internet para despertar vocações. Um site, digno de qualquer empresa de recursos humanos, explica o significado de ser padre e responde a perguntas essenciais, como "para que serve um padre", além de esclarecer dúvidas sobre a formação. Tornar-se sacerdote, por exemplo, exige seis anos de estudo, como uma faculdade de Medicina.

Uma página no Facebook também traz depoimentos de fiéis e até mesmo vídeos irônicos que foram realizados para tornar mais acessível a imagem da profissão. Com um discurso mais adaptado à nova geração, a Igreja tenta, desta forma, melhorar sua imagem, afetada por denúncias de pedofilia na Europa, Estados Unidos e na América Latina.

O sacerdócio é uma profissão em declínio no país, que conta com apenas 100 candidatos por ano. Em 35 anos, o número de padres franceses caiu pela metade.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.