França/Escândalo Bettencourt

Ex-contadora de Bettencourt volta atrás em acusações a Sarkozy

O presidente francês Nicolas Sarkozy.
O presidente francês Nicolas Sarkozy. Reuters

A ex-contadora da bilionária Liliane Bettencourt, herdeira do grupo L'Oréal, que acusou o ministro do Trabalho francês de receber doações ilegais para a campanha do presidente Nicolas Sarkozy em 2007, desmentiu parte das informações à polícia na noite de quarta-feira. Hoje ela foi ouvida pela Brigada de Repressão da Delinquência contra a Pessoa, que investiga o caso.

Publicidade

Segundo informações divulgadas na imprensa francesa, a ex-contadora da herdeira do grupo l'Oréal, Claire Thibout, voltou atrás e negou parte das declarações que foram publicadas pelo site francês Médiapart. Em novo depoimento à polícia, na noite de quarta-feira, a ex-contadora negou que Nicolas Sarkozy recebia regularmente envelopes com dinheiro de Liliane Bettencourt e seu marido, André Bettencourt, quando era prefeito do município de Neuilly-sur-Seine. Claire Thibout, que concedeu entrevista ao site Médiapart na última terça-feira, afirma nunca ter dito aos jornalistas que envolopes foram entregues a Sarkozy, conforme informou o site. O fundador do Médiapart, Edwy Plenel, ex-diretor de redação do jornal Le Monde, sustenta que a entrevista publicada no site é fiel às declarações de Thibout.

A ex-contadora confirma, entretanto, ter retirado 50 mil euros, cerca de 110 mil reais, de uma conta em Paris a pedido do administrador da fortuna de Liliane Bettencourt. O dinheiro teria sido, segundo ela, usado para completar parte do envelope de 150 mil euros (330 mil reais), entregue, em 2007, ao tesoureiro do partido do governo e atual ministro do Trabalho francês, Eric Woerth, para financiar a campanha presidencial de Sarkozy.

As afirmações da ex-contadora causaram agitação entre membros do governo e da oposição. Tanto o presidente Sarkozy quanto o ministro Woerth negam as acusações. Ontem, o Ministério Público de Nanterre abriu inquérito preliminar para investigar o caso.

Segundo Le Monde, os investigadores haviam perdido o contato com a ex-contadora, mas acabaram localizando Claire Thibout na casa de familiares no sul da França. De acordo com o jornal Le Figaro, ela estaria tentando escapar da "pressão dos jornalistas e fotógrafos".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI