Aviação/Greve

Greve dos controladores aéreos na França começa nesta terça-feira

Greve de controladores aéreos deve atrapalhar tráfego aéreo na França.
Greve de controladores aéreos deve atrapalhar tráfego aéreo na França. REUTERS/Eric Gaillard

A paralisação, que começa nesta terça-feira à noite, deve durar dois dias. Sindicatos afirmam que cerca de 25% dos voos podem ser cancelados no aeroporto Roissy Charles de Gaulle, em Paris. Na quarta-feira, 20% dos voos não devem decolar.

Publicidade

Os controladores franceses de tráfego aéreo iniciam uma greve nesta terça-feira à noite, em protesto à reestruturação da DGAC (Direção Geral da Aviação Civil), organismo responsável pela gestão do espaço aéreo europeu. A greve, convocada por cinco sindicatos, deve durar até quinta-feira. A DGAC pediu nesta segunda-feira que as companhias aéreas reduzam em 20% os voos em Roissy Charles de Gaulle, o maior aeroporto de Paris, e em 50% em Orly, que recebe a maior parte dos voos domésticos da Europa.

Em janeiro e fevereiro, um movimento similar provocou o cancelamento de 15% a 25% dos voos em Roissy, de 50% em Orly.  De acordo com Norbert Bolis, um dos responsáveis da CGT, um dos principais sindicatos franceses, o impacto no tráfego aéreo será equivalente, exceto se os sindicatos chegarem a um acordo com a direção nesta segunda-feira. Os controladores também criticam a gestão do banco de horas da categoria.

A reforma da DGAC prevê a criação de um órgão único europeu, em vez das 27 filiais independentes que operam em cada país da União Europeia. As unidades na França, Alemanha, Suíça, Bélgica, Holanda e Luxemburgo vão se unir para formar o Fabec, bloco da Europa Central. Para os controladores, a DGAC tenta obter a fusão à força, aproveitando o período de férias no continente.

O SNCTA, o maior sindicato da categoria, que representa 53% dos trabalhadores, não aderiu ao movimento. Seu porta-voz, Stéphane Durand, alega que o projeto de um órgão único "foi aceito por unanimidade nos outros países da Europa." O relatório sobre a fusão deve ser apresentado no Parlamento europeu no fim do mês.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI