França/Ambiente

Balão sobrevoa Paris medindo radioatividade e poluição

airshipvision.eu

Um balão tipo Zeppelin vai sobrevoar a capital francesa até o dia 20 de março, a fim de medir a radioatividade ambiente. A operação, preventiva, foi planejada antes do terremoto no Japão no dia 11 de março, garante o serviço de Defesa francês.  

Publicidade

Quem anda pelas ruas de Paris pode se surpreender com a súbita aparição de um balão dirigível. Desde o dia 12 deste mês, o aparelho tipo Zeppelin circula a uma altitude de 150 a 200 metros. O objetivo é a realização de uma cartografia de referência da cidade para facilitar a detecção de eventuais anomalias.

A operação faz parte de um programa de pesquisa científica apoiado pelos poderes públicos e pela Secretaria Geral da Defesa e Segurança Nacional, ligada ao Ministério do Interior. "O balão dirigível transporta captores capazes de medir a radioatividade ambiente, de origem natural ou artificial. De forma alguma, essa experiência está ligada aos acidentes nucleares no Japão e não corresponde a um eventual perigo para os parisienses", explica Pascale Stéphan, do organismo francês de defesa, considerando que a coincidência das datas do início da operação com o terremoto no Japão "foi uma infeliz coincidência".

airshipvision.eu

"Cada cidade emite um certo nível de radioatividade e nossa meta é medir estes sinais, muito fracos, que vêm da radioatividade natural contida nos solos, nos materiais de construção e ruas, por exemplo", informa Stéphan, completando que estas análises darão uma melhor noção da escolha de medidas em caso de crise, além de localizar e identificar uma eventual ameaça para uma intervenção mais rápida dos socorros.

Esse tipo de operação, em geral, é realizada com helicópteros. A experiência inédita deve avaliar se o balão, sem ruído e mais ecológico, é um meio mais adaptado às condições urbanas.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI