Acesso ao principal conteúdo
AF447/Acidente

Investigadores conseguem ler dados das caixas-pretas do AF447

Um das caixas-pretas do voo AF447 antes da leitura dos dados.
Um das caixas-pretas do voo AF447 antes da leitura dos dados. Reuters
Texto por: Silvano Mendes
2 min

Os especialistas do BEA, a agência civil francesa que investiga as causas do acidente com o voo da Air-France que caiu na rota Rio-Paris, conseguiram ler, neste fim de semana, o conteúdo das caixas-pretas do avião. Os dados serão analisados nas próximas semanas para tentar entender as causas da catástrofe que matou 228 pessoas em 2009.

Publicidade

Após a descoberta, há duas semanas, das caixas-pretas do avião da Air France que caiu no oceano Atlântico, os especialistas conseguiram ler o conteúdo dos equipamentos. As autoridades francesas temiam que depois de dois anos no fundo do mar o sistema pudesse ter sido danificado, dificultando a decodificação dos dados. Mas segundo a assessoria de imprensa da BEA, a leitura permitiu à agência recolher todas as informações do Flight Data Recorder, que grava os 1300 parâmetros do voo, e do Cockpit Voice Recorder, que registra as conversas dos pilotos durante as duas últimas horas da viagem.

A operação feita nesse fim de semana pelos especialistas do BEA contou com a presença de dois investigadores brasileiros do CENIPA, além de investigadores das agências de aviação alemã (BFU), norte-americana (NTSB) e britânica (AAIB), e representantes da justiça francesa. A leitura dos dados das caixas-pretas foi filmada e gravada.

A próxima etapa das operações será a análise detalhada dos dados lidos nesse fim de semana. Essa fase deve durar várias semanas e em seguida um relatório preliminar será redigido e divulgado entre os meses de julho e agosto.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.