Eleição presidencial/França

França terá estrangeira naturalizada candidata à eleição presidencial

Eva Joly, candidata do Partido Europa Ecologia à eleição presidencial 2012 na França
Eva Joly, candidata do Partido Europa Ecologia à eleição presidencial 2012 na França REUTERS/Stephane Mahe

A ex-juíza franco-norueguesa Eva Joly, de 67 anos, vai representar o movimento verde-ecologista nas presidenciais de 2012, com o desafio de superar a marca de 10% dos votos.

Publicidade

Causando surpresa, Eva Joly venceu as primárias do partido Europa Ecologia contra um adversário interno de peso, o popular apresentador de tevê Nicolas Hulot. Essa é a primeira vez na história do país que uma estrangeira naturalizada será candidata à presidente.

A vitória de Joly se deve em muito à sua trajetória como juíza da Brigada Financeira de Paris, nos anos 90, quando ficou famosa por denunciar crimes do colarinho branco. Com 5 a 9% das intenções de voto nas pesquisas, Eva Joly conquistou os eleitores ambientalistas por defender uma ecologia de combate e pragmática.

Vários analistas estimam que o fato de ser estrangeira e ter um currículo singular só traz vantagens para Eva Joly. Ela chegou à França aos 18 anos, se naturalizou por amor ao país, depois de se casar com um francês, tornou-se juíza aos 37 anos e entrou tarde na vida política, um perfil com ares de modernidade em contraste com as empoeiradas elites francesas.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI