França/Eleições

A três dias do primeiro turno, um quarto dos eleitores franceses continua indeciso

Eleitor francês mostra  título eleitoral.
Eleitor francês mostra título eleitoral. Flickr/Tonio Vega

Um em cada quatro eleitores franceses está indeciso e não sabe ainda em quem vai votar neste domingo para o primeiro turno. Faltando três dias para a eleição, as sondagens confirmam um aumento da vantagem do socialista François Hollande sobre o presidente Nicolas Sarkozy.

Publicidade

A média das sondagens coloca François Hollande com 28% no primeiro turno e Nicolas Sarkozy em segundo lugar com 27%. O socialista, porém, continua com folgada vantagem com 10 pontos à frente de Sarkozy no segundo turno. O suspense fica por conta dos indecisos. Os especialistas afirmam que, nessa eleição, a tendência de uma boa parte dos eleitores é escolher o candidato realmente no último minuto.

À esquerda, por exemplo, esses indecisos hesitam entre o voto por convicção no canditado de extrema-esquerda Jean-Luc Mélenchon e o voto "útil" em François Hollande. Já, à direita, Sarkozy, Marine Le Pen (extrema-direita) e François Bayrou (centro) estão na disputa.

Em busca desses eleitores, hoje, a três dias do primeiro turno, Hollande, Mélenchon e Bayrou realizam seus últimos grandes comícios dessa primeira fase da campanha enquanto Nicolas Sarkozy fará uma participação no horário nobre da rede de televisão TF1.

Outra incógnita dessa reta final da campanha é a taxa de abstenção que deve ser recorde e pode chegar até a 32%. Analistas afirmam esse alto índice de eleitores ausentes não deve mudar os nomes dos participantes do segundo turno, mas pode mudar a relação de força entre eles.  O instituto TNS Sofrès afirma que a abstenção poderá ser mais elevada entre os eleitores de direita, o que poderia prejudicar Sarkozy ou Marine Le Pen.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI