Acesso ao principal conteúdo
Paris/1° de maio

Esquerda e direita prometem Dia do Trabalho bastante político em Paris

Desfile de primeiro de maio em Paris, 2010.
Desfile de primeiro de maio em Paris, 2010. ©Reuters
Texto por: RFI
2 min

Quase 1500 policiais foram mobilizados para garantir a segurança em Paris nesta terça-feira, 1° de maio. Além do tradicional desfile promovido por sindicatos, o presidente Nicolas Sarkozy organiza um comício e a Frente Nacional, partido de extrema-direita, também prepara um desfile.

Publicidade

O desfile dos sindicalistas vai deixar a praça Denfert-Rochereau, no sul de Paris, a partir de 15h. Os participantes cruzam o rio Sena em direção à Praça da Bastilha, onde o cortejo deve chegar por volta de 17h30. Cerca de 25 mil pessoas são esperadas, segundo fontes policiais.

O Partido Socialista vai comparecer em peso, assim como os verdes, da ex-candidata presidencial Eva Joly, e os simpatizantes da Frente de Esquerda, de Jean-Luc Mélenchon. O candidato socialista à presidência, François Hollande, participa de um outro evento na cidade de Nevers.

Mas o primeiro de maio na capital também vai ser uma demonstração de força da direita. Logo cedo, 9h, os extremistas da Frente Nacional fazem um desfile em honra da heroína Joana D’Arc, saindo da Praça do Palais-Royal em direção à praça da Opéra. Marine Le Pen, terceira colocada no primeiro turno presidencial, faz um discurso às 11h30.

O presidente Nicolas Sarkozy aproveita o feriado e a data simbólica para um comício batizado por seu partido de “a verdadeira festa do trabalho”. O evento começa às 14h e Sarkozy deve falar ao público às 15h30. Ele afirmou que espera dezenas de milhares de franceses.

As forças policiais vão se espalhar por diversos pontos da capital. Um reforço de 140 homens também foi previsto para a segurança nos metrôs.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.