Comércio

Aos 202 anos, padaria mais velha de Paris fecha as portas

A fachada da padaria, no número 51 da Rue Richelieu
A fachada da padaria, no número 51 da Rue Richelieu http://maps.google.fr

A mais velha padaria de Paris vai fechar suas portas, depois de 202 anos. O dono do negócio jogou a toalha depois que os novos proprietários do imóvel, no número 51 da Rue Richelieu, resolveram dobrar o preço do aluguel. Aos 66 anos, Claude Esnault esperava vender o ponto que administra desde 1969, para um padeiro mais novo. Mas, as 200 baguetes que vende por dia não permitem que Esnault dispute um lugar ao sol na corrida imobiliária parisiense.

Publicidade

Há dois anos, o prédio que abrigava a padaria foi comprado pela empresa SNC 5 Versailles, que tem o ator franco-americano Christophe Lambert entre seus acionistas. Agora, o grupo decidiu que os 18 mil euros de aluguel que Esnault paga por ano vão virar 35 mil. O padeiro, que emprega quatro funcionários, não tem como pagar este valor. A SNC 5 Versailles alega que pretende modernizar o prédio, instalar um elevador e transformar a antiga "boulangerie" de bairro em uma padaria de luxo.

Esnault, que negociou um pagamento de 310 mil euros para entregar o ponto, conta que quando chegou por ali, havia três padarias, três açougues e duas casas de frios na rua. Localizada entre o Museu do Louvre e a Ópera de Paris, a região passou por um processo de aburguesamento e hoje abriga várias lojas de lembrancinhas e restaurantes japoneses.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI