França/Violência

Governo reforça segurança após onda de assassinatos na Córsega

O assassinato de Jacques Nacer foi  17° cometido na Córsega desde o início do ano.
O assassinato de Jacques Nacer foi 17° cometido na Córsega desde o início do ano. AFP PHOTO / PASCAL POCHARD-CASABIANCA

Os ministros franceses do interior, Manuel Valls, e da Justiça, Christiane Taubira, foram à Córsega para mostrar a determinação do governo na luta contra a criminalidade na ilha do mediterrâneo. Eles chegaram à ilha algumas horas após o assassinato do presidente da Câmara do Comércio e da Indústria da Córsega do Sul.

Publicidade

Jacques Nacer, presidente da Câmara do Comércio e da Indústria da Córsega do Sul, foi assassinado a tiros em Ajaccio, na quarta-feira, 14 de novembro. Este foi o segundo assassinato em menos de um mês na ilha francesa. Em 16 de outubro, o advogado Antoine Sollacaro foi morto a tiros também em Ajaccio.

Durante entrevista coletiva esta manhã, na Córsega, o ministro do Interior Manuel Valls lembrou que 17 assassinatos foram cometidos na ilha desde o mês de janeiro de 2012. Isto representa 20% dos acertos de contas entre gangues de todo o território francês. Para o Manuel Valls, esta é “uma proporção excepcional” uma vez que a ilha tem apenas 310 mil habitantes, isto é, menos de 0,5% da população francesa.

O ministro disse que medidas de segurança especiais já foram tomadas para proteger algumas personalidades da ilha e que outros pedidos de proteção estão sendo estudados e deverão ser aceitos. Mas a luta contra a criminalidade na Córsega será feita respeitando as regras do direito em vigor. “Não haverá uma legislação específica para a Córsega que não é um território à parte”, frisou Manuel Valls.

A ministra do Interior bateu na mesma tecla. Christiane Taubira garantiu que o Estado não vai recuar na Córsega e que tudo será feito para que cada crime seja elucidado. Ela também descartou, por enquanto, a criação de um pólo de combate à máfia como existe na Itália.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI