França/Crise

Revista "The Economist" diz que economia da França é uma bomba-relógio

Reprodução da edição da revista "The Economist" sobre a economia francesa.
Reprodução da edição da revista "The Economist" sobre a economia francesa. Reprodução

A revista britânica "The Economist" volta a atacar a França na edição que chega às bancas neste final de semana. Para a publicação, a economia francesa uma "bomba" prestes a explodir.

Publicidade

Essa é a terceira vez em menos de um ano que a publicação critica duramente o governo socialista da França e as suas políticas econômicas. A capa não poderia ser mais irônica: uma bomba feita de baguetes. E, no interior da revista, uma crítica explosiva da economia francesa. Segundo a revista The Economist, a França "pode se tornar o maior perigo para a moeda única europeia".

Numa série de reportagens dedicadas à França, a revista avalia que o país tem perdido competitividade, que o clima entre os empresários é de pessimismo e que a economia está estagnada com uma taxa de desemprego de 10% e que chega a 25 % entre a população mais jovem.

As críticas ao presidente socialista François Hollande são ainda mais duras. A revista, que tem uma linha editorial liberal, diz que tanto Hollande quanto o seu primeiro-ministro, Jean-Marc Ayrault, não parecem ser "suficientemente corajosos e capazes de impor" as reformas necessárias para a economia francesa.

Para a revista, até o momento os investidores têm sido generosos com a França. Prova disso, é que as taxas cobradas para os títulos de longo prazo da dívida francesa estão até caindo. Mas a "Economist" se questiona até quando os investidores -e a Alemanha- vão continuar a confiar em Hollande.

Em entrevista  ao jornal Financial Times, o ministro da Economia da França, Pierre Moscovici, rebateu as críticas da revista britânica.  O ministro declarou que a “França não é o doente da Europa. A França permanece como a quinta maior economia do mundo”, mas ele reconheceu a economia do país precisa "recuperar a sua competividade”.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI