França/Política

UMP, partido rival de François Hollande, tem novo líder

Jean-François Copé, novo presidente do partido de direita francês UMP.
Jean-François Copé, novo presidente do partido de direita francês UMP. AFP/Pierre Verdy

Após 24 horas de confusão e de acusações de fraude, o deputado Jean-François Copé foi proclamado presidente do partido de direita UMP, na noite desta segunda-feira, sucedendo ao ex-presidente Nicolas Sarkozy.

Publicidade

Jean-François Copé, que ocupava o cargo de secretário-geral do partido, teve uma vitória apertada, de apenas 98 votos, sobre seu adversário na disputa, o ex-primeiro-ministro François Fillon.

No domingo, cerca de 174 mil afiliados foram às urnas, mas a eleição foi considerada mal organizada com sérias suspeitas de fraude. O ex-primeiro-ministro François Fillon reconheceu a derrota e declarou que não vai questionar os resultados. Copé recolheu 50,3% dos votos, Fillon 49,7%.

Esses resultados, que mostram o racha na direita e vergonhosas suspeitas de fraude, complicam a tarefa do novo presidente do UMP. Para a maioria dos analistas políticos, ele terá dificuldades para unir o partido atrás de si e formar uma oposição forte e com credibilidade ao governo de François Hollande. O maior beneficiado pela confusão é Sarkozy, que se manteve distante da guerra entre os caciques Copé e Fillon.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI