França/Justiça

Desde a manhã, Sarkozy depõe sobre suposto financiamento ilegal de campanha

O carro transportando o ex-presidente Nicolas Sarkozy chega ao tribunal de Bordeaux na manhã desta quinta-feira.
O carro transportando o ex-presidente Nicolas Sarkozy chega ao tribunal de Bordeaux na manhã desta quinta-feira. REUTERS/Regis Duvignau

O ex-presidente francês Nicolas Sarkozy foi convocado pela justiça e presta depoimento desde a manhã desta quinta-feira aos juízes de Bordeaux que investigam o suposto financiamento ilegal de sua campanha presidencial em 2007.

Publicidade

O ex-presidente francês pode ser indiciado por abuso de fraqueza em detrimento da herdeira da L'Oréal, Liliane Bettencourt. Ele também pode ser colocado sob o estatuto de "testemunha assistida", a meio caminho entre uma simples testemunha e um indiciado.

Os juízes de Bordeaux insistiram em convocar Nicolas Sarkozy após terem descoberto elementos que indicariam um suposto financiamento ilegal de sua campanha presidencial de 2007 com o dinheiro da bilionária.

O objetivo é descobrir se o ex-presidente recebeu dinheiro diretamente, já que Liliane Bettencourt e seu marido, falecido em 2007, tinham o hábito de entregar envelopes cheios de notas a políticos, segundo ex-funcionários do casal.

Os juízes também querem saber se as atividades políticas de Sarkozy foram financiadas com parte dos € 4 milhões em espécie que Patrice de Maistre, ex-administrador da família Bettencourt, trouxe de uma conta dos bilionários na Suíça entre 2007 e 2009.

Patrice de Maistre e Eric Woerth, ex-ministro e ex-tesoureiro da campanha de Sarkozy em 2007, já foram indiciados por seu envolvimento nesse caso.

Essa é a segunda vez desde 1958 que um ex-presidente francês é convocado por um juiz, depois que Jacques Chirac foi condenado no ano passado em dois processos sobre a criação de empregos fictícios na prefeitura de Paris.

Nicolas Sarkozy também corre o risco de ser implicado em outros processos nos próximos meses. Uma investigação preliminar sobre as pesquisas de opinião encomendadas pela presidência durante seu mandato foi aberta, enquanto duas outras investigações sobre supostos financiamentos ilegais de campanha eleitoral, a sua em 2007 e a de Edouard Balladur em 1995, podem ser iniciadas.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI