Acesso ao principal conteúdo
França/Imigração

França anuncia novos critérios para regularizar clandestinos

Manifestação de uma associação de apoio aos imigrantes ilegais na França, em março de 2012.
Manifestação de uma associação de apoio aos imigrantes ilegais na França, em março de 2012. AFP PHOTO/JOEL SAGET
Texto por: RFI
2 min

O ministro do Interior francês, Manuel Valls, publica hoje uma circular estabelecendo novos critérios para a regularização de imigrantes clandestinos na França. Os critérios serão exigentes, mas justos garante o ministro. Não haverá uma onda de regularização maciça, avisa Manuel Valls.

Publicidade

A circular vai beneficiar os imigrantes ilegais instalados na França há pelo menos 5 anos. Todos devem falar francês e respeitar os valores da República. Esses critérios gerais validos para todas as regiões francesas eram uma promessa de campanha dos socialistas. Eles visam impedir decisões arbitrarias de expulsões ocorridas durante o governo de Nicolas Sarkozy.

Poderão ser regularizados os imigrantes: que têm filhos escolarizados na França há pelo menos 3 anos; que são casados há pelo menos um ano e meio com estrangeiros em situação legal e que provarem vínculo empregatício de no mínimo oito meses.

Por fim, a circular também estabelece que um jovem maior de idade só poderá receber um visto se tiver chegado na França antes dos 16 anos e tiver frequentado pelo menos 3 anos de escola. Várias associações já criticam a circular. Elas lembram que muitos clandestinos são obrigados a trabalhar no negro e não poderão apresentar os documentos exigidos.

A França tem cerca de 200 mil imigrantes ilegais, um número inferior ao de muitos vizinhos europeus. Com a nova circular, o governo socialista de François Hollande deve regularizar cerca de 30 mil clandestinos por ano, quase a mesma coisa que o governo conservador de Nicolas Sarkozy.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.