França/Roubo

Polícia prende grupo suspeito de roubar bagagens no maior aeroporto da França

A polícia acredita que os suspeitos roubavam dinheiro e objetos de valor das malas que transitavam pelo aeroporto.
A polícia acredita que os suspeitos roubavam dinheiro e objetos de valor das malas que transitavam pelo aeroporto. Flickr

A polícia francesa prendeu nesta quarta-feira treze empregados do aeroporto Charles de Gaulle, na região parisiense, o maior da França. Eles são suspeitos de terem roubado durante vários meses objetos de valor nas bagagens dos passageiros.

Publicidade

Segundo os investigadores, os suspeitos - onze encarregados das bagagens e dois agentes de manutenção - preferiam malas provenientes ou destinadas a "lugares ricos", como Dubai, Nova York, Washington e Joanesburgo. Entre os objetos roubados estariam telefones, computadores, roupas, jóias e bolsas de marca.

Com idades entre 22 e cerca de 50 anos, eles teriam roubado durante vários meses dinheiro e objetos de valor nas bagagens que passavam por Roissy-Charles de Gaulle. Esse é o segundo aeroporto da Europa e sétimo do mundo e contabilizou 61 milhões de passageiros em 2011.

Na manhã desta quarta-feira foram realizadas buscas nas casas dos suspeitos a fim de encontrar eventuais objetos roubados.

A investigação começou em outubro de 2011, quando policiais que patrulhavam um depósito de uma empresa encarregada das bagagens no aeroporto descobriram cadeados destruído no chão, perto da esteira onde as malas são entregues.

Escutas telefônicas permitiram em seguida confirmar roubos realizados por funcionários dessa empresa, e revelou a existência de um "chefe de gangue" entre os suspeitos.

Eles cortavam os cadeados com a ajuda de um alicate e pegavam as mercadorias. Os suspeitos guardavam o dinheiro na própria roupa e escondiam embaixo da esteira rolante os objetos de valor, que eram em seguida recuperados por cúmplices.

Nos últimos anos, várias prisões foram realizadas nas empresas encarregadas das bagagens de Roissy-Charles de Gaulle. Em fevereiro de 2011, vinte pessoas haviam sido detidas para interrogatório por roubos de bagagens com um prejuízo estimado em € 750 mil.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI