França/Governo

Justiça francesa investiga eventual fraude fiscal de ministro do Planejamento

O ministro Jérôme Cahuzac, em segundo plano atrás do premiê Jean-Marc Ayrault, reage com irritação às acusações de que teve uma conta bancária não declarada na Suíça.
O ministro Jérôme Cahuzac, em segundo plano atrás do premiê Jean-Marc Ayrault, reage com irritação às acusações de que teve uma conta bancária não declarada na Suíça. REUTERS/Charles Platiau

O Ministério Público francês abriu um inquérito preliminar para investigar se o ministro do Planejamento, Jerôme Cahuzac, teve uma conta bancária não declarada no banco UBS, na Suíça, conforme acusou há algumas semanas o site de notícias Mediapart. O inquérito visa eventuais crimes de fraude fiscal e lavagem de dinheiro. O ministro nega veementemente as acusações.

Publicidade

O site Mediapart baseou suas acusações em uma conversa telefônica gravada em que se ouve a voz de um homem que seria Cahuzac falando dessa conta na Suíça. O site de notícias, o mesmo que denunciou supostas contribuições ilegais da milionária Liliane Bittencourt para a campanha de Nicolas Sarkozy, em 2007, afirma que o atual ministro do Planejamento teria fechado uma conta na Suíça em 2010 e transferido os fundos para Cingapura.

Cahuzac divulgou um comunicado dizendo ter "acolhido com satisfação" a abertura da investigação. "Como eu sempre afirmei, com essa investigação será possível demonstrar minha completa inocência em relação a essas acusações absurdas", declarou Cahuzac. Em nota, o MP informou que vai verificar "a realidade e o conteúdo da gravação" obtida pelo Mediapart, a fim de estabelecer a verdade sobre o caso.

O ministro do Planejamento está na mira da oposição por ter organizado a maior alta de impostos e cortes no orçamento público em 30 anos. Seus planos eram aumentar a arrecadação do Estado em 23 bilhões de euros este ano, a fim de cumprir a meta de redução do déficit público a 3%. Porém, o Conselho Constitucional francês censurou algumas medidas polêmicas da lei orçamentária de 2013, como a alíquota de 75% do imposto de renda para contribuintes com renda anual superior a 1 milhão de euros.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI