França/Greve

Greve dos ferroviários provoca cancelamentos e atrasos de trens na França

Os parisienses têm que esperar até 20 minutos em plataformas lotadas para pegar um trem de subúrbio nesta quinta-feira, 13 de junho de 2013.
Os parisienses têm que esperar até 20 minutos em plataformas lotadas para pegar um trem de subúrbio nesta quinta-feira, 13 de junho de 2013. RFI/Adriana Brandão

Depois da greve de dois dias dos controladores aéreos encerrada ontem, nesta quinta-feira, 13 de junho de 2013, é a vez dos ferroviários cruzarem os braços na Fraca. A greve, em protesto contra a reforma do setor, provoca atrasos e cancelamentos de trens em todo o país.

Publicidade

A adesão ao movimento é grande, 50% dos 150 mil ferroviários do país cruzaram os braços, segundo o principal sindicato do setor. Os franceses têm que ter muita paciência para pegar um trem hoje. Apenas quatro em cada dez trens inter-regionais circulam.

A paralisação nos TGVs, o trem bala francês, é variável e dependendo do destino vai de 30 a 75%. As linhas internacionais são menos afetadas. Os trens-bala para Londres, Bruxelas, Amsterdã e várias cidades da Alemanha funcionam normalmente, apenas as linhas para a Suíça e Itália têm entre 50 a 75% dos trens cancelados por causa da greve.

A paralisação também perturba fortemente o trafego dos trens suburbanos nas grandes cidades. Em Paris, apenas um em cada três RER B, o mais frequentado, que liga o norte ao sul da capital, circula e a espera nas plataformas lotadas é de no mínimo 20 minutos.

Os ferroviários franceses cruzaram os braços para protestar contra a reforma do setor que prevê a fusão das duas empresas públicas que existem atualmente. Os sindicatos denunciam uma reforma liberal imposta por Bruxelas. Eles também protestam contra a supressão de 10 mil vagas em cinco anos na companhia SNCF e reivindicam aumentos salariais.

A greve começou a noite de ontem e deve terminar na manhã de sexta-feira; 14 de junho.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI