Estados Unidos/Holocausto

Companhia de trens francesa poderá ser julgada por participação no Holocausto nos EUA

SNCF Voyages

Um grupo de parlamentares americanos propôs um projeto de lei que autorizaria um processo em solo americano contra a companhia de trens francesa SNCF, acusada de transportar os judeus enviados para os campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial.

Publicidade

Os membros do Congresso americano já teriam tentado aprovar um projeto similar há dois anos, mas sem sucesso. Se a moção proposta pelo senador Chuck Schumer nos Estados Unidos for aprovada, a SNCF poderá ser indiciada nos Estados Unidos. O texto ainda deverá ser enviado para o presidente Barack Obama para ser promulgado.

“Já faz tempo que os sobreviventes e os familiares das vítimas do Holocausto tentam estabelecer a responsabilidade e o papel da SNCF, mas até agora a empresa conseguiu evitar qualquer processo diante da Justiça americana." Segundo ele, o processo permitiria às vítimas de punir a “companhia ferroviária por ter ajudado a enviar milhares de pessoas para a morte durante a Segunda Guerra Mundial.”

Em 2011, o presidente da SNCF, Guillaume Pepy, reconheceu a responsabilidade da empresa, que se transformou, segundo ele, "em uma engrenagem da máquina nazista de extermínio." O executivo também lembrou que 2 mil funcionários foram executados pelos nazistas na época da Ocupação, em 1940. Entre 1942 e 1944, as autoridades alemãs solicitaram à empresa o transporte de 76 mil judeus em vagões de mercadorias para os campos de concentração.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI