Acesso ao principal conteúdo
Nicolas Sarkozy/França

Homem invade casa de férias de Sarkozy para conhecer Carla Bruni

O Chateau Faraghi, residência da família Sarkozy no Cap Nègre, na Côte D'Azur.
O Chateau Faraghi, residência da família Sarkozy no Cap Nègre, na Côte D'Azur. Reprodução Youtube
Texto por: RFI
3 min

A casa de férias da família do ex-presidente francês Nicolas Sarkozy, foi invadida na semana passada, informou a imprensa francesa nesta terça-feira, dia 13 de agosto. O Chateau Faraghi fica no Cap Nègre, na região da Côte d'Azur, e foi alvo de um “desequilibrado mental”, de acordo com o ministério do Interior. O homem desejava encontrar a esposa do ex-chefe de Estado, a cantora franco-italiana Carla Bruni.

Publicidade

O ministério do Interior da França informou que o invasor é um “desequilibrado mental”, com passagem pela polícia alemã por “atos de delinqüência”. De acordo com pessoas próximas ao ex-presidente, o intruso queria encontrar Carla Bruni a qualquer custo. Testemunhas o descreveram como “violento”.

“Ele poderia ter assustado a senhora Sarkozy ou seu filho no local. Felizmente, ele foi interceptado a tempo”, informou um alto funcionário do escritório do ex-presidente.

O incidente teria gerado uma confusão com Laurent Cayrel, o governador do departamento do Var, onde fica a casa de férias dos Sarkozy. As autoridades locais demoraram tanto tempo para fornecer explicações sobre a invasão, que o ex-presidente questionou se a polícia do Var estava de férias durante todo o mês de agosto.

O incidente tomou proporções além das normais e o ministério do Interior, - do governo de François Hollande, o principal rival de Sarkozy -, decidiu intervir. O governador do Var também foi “convidado” pela administração socialista a telefonar ao ex-chefe de Estado para dar informações complementares sobre a investigação.

O caso poderia ter sido finalizado desta forma. Mas nesta terça-feira, o jornal francês Le Parisien publicou uma matéria criticando a operação de segurança da casa de férias dos Sarkozy após a invasão. Além da dezena de integrantes do Serviço de Proteção de Altas Personalidades (SPHP, sigla em francês), o Chateau Faraghi agora também está sendo vigiado por cinco equipes de três funcionários da Polícia Federal Francesa. “Ótimo para chamar a atenção do curiosos!”, ironiza o quotidiano.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.