França/Discriminação

Lei contra discriminação nas contratações deve ser aplicada por decreto na França

Decreto sobre currículo anónimo deve ser aplicado.
Decreto sobre currículo anónimo deve ser aplicado. lereseau.asso.fr

O Conselho de Estado francês determinou nesta quarta-feira (9) que o governo aplique uma lei votada em 2006 que torna obrigatório o envio de currículos anônimos para empresas com mais de 50 assalariados. O objetivo é lutar contra a discriminação na hora das contratações.

Publicidade

O Conselho deu seis meses para que o primeiro-ministro francês, Manuel Valls, publique um decreto sobre a lei. O órgão reconheceu as dificuldades na elaboração do texto, mas disse que isso não justifica o atraso do governo.

Para ser aplicado, o decreto deve incluir outros pontos. Entre eles, treinamento para os empregadores e a criação de um banco de currículos em caso de suspeita de discriminação. As medidas também preveem que as candidaturas enviadas pela agência de empregos francesa, Pôle Emploi, sejam anônimas.

Na terça-feira (8), durante a terceira Conferência Social organizada pelo governo desde o início do mandato de François Hollande, em 2012, a ministra dos Direitos das Mulheres, das Cidades, da Juventude e dos Esportes, Najat Vallaud-Belkacem, prometeu avançar a discussão. Ela deverá se reunir em setembro com representantes de associações e outros setores para analisar a implantação do novo sistema.

Sistemas alternativos são discutidos

Dentro do próprio governo, outros sistemas alternativos estão sendo discutidos, como o envio de vídeos ou ainda o recrutamento por "simulação". Este método estabelece critérios de adequação à vaga que são testados durante a seleção, tornando o processo mais transparente..

A lei adotada em 2006 não teve apoio do patronato e dos sindicatos. Um estudo feito pelo Centro de Estudos de Economia e Estatísticas da França também mostrou que os currículos anônimos, em vez de ajudar, prejudicam os candidatos potenciais. O método foi testado em algumas cidades da região parisiense.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI