França/História

Chapéu de Napoleão é leiloado por quase 2 milhões de euros

O leiloeiro Jean-Pierre Osenat mostra o chapéu vendido neste domingo.
O leiloeiro Jean-Pierre Osenat mostra o chapéu vendido neste domingo. REUTERS/Charles Platiau

Um dos famosos chapéus de duas pontas de Napoleão Bonaparte foi vendido, neste domingo (16), para um colecionador sul-coreano por € 1,9 milhões, durante um leilão em Fontainebleau. Feito de pele de castor, ele é um dos 19 exemplares que restaram do guarda-roupa do imperador e pertencia à família Grimaldi, de Mônaco.

Publicidade

O chapéu foi leiloado por quase cinco vezes o valor estimado inicialmente, entre € 300 mil e € 400 mil. A identidade do comprador sul-coreano não foi revelada.

Durante seu reinado na França – entre 1804 e 1814 e, depois, durante alguns meses de 1815 – Napoleão teria usado 120 destes chapéus, que eram fabricados pela chapelaria Poupard. O imperador tinha por hábito vesti-los de lado e não com as pontas para frente e para trás. Dessa forma, ele podia ser facilmente encontrado em meio à multidão dos campos de batalha.

Dos chapéus de Napoleão que ainda existem, apenas dois ou três estão nas mãos de colecionadores privados. Todos os outros se encontram expostos em museus ao redor do mundo.

Coleção em Mônaco

O leilão, que durou dois dias e foi organizado pelos leiloeiros Osenat, Binoche e Giquello, também vendeu um par de meias, um cachecol e uma camisa, todos de Napoleão. Os itens fazem parte de uma coleção de mais de mil peças do imperador que pertenciam ao príncipe Luís II (1870 – 1949), de Mônaco, o bizavô do atual príncipe Alberto.

Antes de parar nas mãos dos Grimaldi, o chapéu pertenceu à família de Joseph Giraud, veterinário que trabalhava para Napoleão. Os Giraud venderam a peça para o príncipe Luís em 1926. A coleção também inclui cartas e documentos do reinado do imperador e está exposta no Museu Napoleão de Monte Carlo.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI