Acesso ao principal conteúdo
França

França: aprova lei polémica sobre estrangeiros

REUTERS/Pascal Rossignol
3 min

 Pedro Viana, director da revista "Migrations et Société" considera que esta nova lei é "vaga" e "vai aumentar a precarização dos trabalhadores estrangeiros residentes em França".

Publicidade

O parlamento francês aprovou ontem, com os votos a favor dos socialistas e ecologistas, a criação da "autorização de residência plurianual", no quadro da lei sobre os direitos dos estrangeiros.

Esta nova medida visa acordar aos estrangeiros um documento que será válido entre dois e quatro anos, concedido após um outro, com duração de apenas um ano.

Segundo o ministro do interior Bernard Cazeneuve tal destina-se a aligeirar a burocracia e as inúmeras diligências administrativas necessárias para a obtenção dos ditos documentos.

Pedro Viana considera que tal vai dificultar a situação dos cerca de 2,5 milhões de cidadãos estrangeiros (fora do espaço Schengen), dos quais cerca de 60% são oriundos da Argélia, Marrocos, Tunísia e Turquia e residem legalmente em França, sendo que 1,8 milhões têm uma autorização de residência válida durante 10 anos.

Pedro Viana

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.