Acesso ao principal conteúdo
França

França: Partidos de direita a contas com a justiça

Nicolas Sarkozy, antigo presidente e líder do partido de direita, os Republicanos.
Nicolas Sarkozy, antigo presidente e líder do partido de direita, os Republicanos.
Texto por: Marco Martins
3 min

Nicolas Sarkozy, do partido da direita os Republicanos, e a Frente Nacional, partido de extema direita, estão implicados em casos judiciários.

Publicidade

Os partidos de direita têm alguns problemas judiciários que podem prejudicá-los na campanha eleitoral de 2017.

Primeiro: o antigo presidente, Nicolas Sarkozy, viu a sua acção judiciária ser arquivada. Um assunto que datava de 2012 sobre as contas de campanha para as presidenciais da UMP, antigo nome dos Republicanos. O caso acabou rapidamente com o reembolso do excesso das verbas.
No entanto o antigo presidente e candidato declarado a líder do seu partido para as Presidenciais de 2017, ainda tem vários assuntos pendentes em Tribunal, uns enquanto testemunha, outros como indiciado. A candidatura de Nicolas Sarkozy está, por isso, cada vez mais dependente da resolução destes assuntos.

Quanto à Frente Nacional, partido de extrema direita, esta quarta-feira era ouvida quanto ao financiamento das legislativas de 2012 e supostos casos de corrupção. Os juízes já indiciaram seis pessoas, incluindo o vice-presidente da Frente Nacional, Jean-François Jalkh. A própria força política foi igualmente esta tarde indiciada, um duro golpe para Marine Le Pen, presidente do partido e candidata às Presidenciais de 2017.

Ouça a crónica sobre os problemas judiciários dos partidos de direita.

Crónica de Marco Martins

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.