Acesso ao principal conteúdo
França

Manuel Valls apela ao voto à direita para travar FN

Primeiro-ministro francês, Manuel Valls
Primeiro-ministro francês, Manuel Valls KENZO TRIBOUILLARD / POOL / AFP
Texto por: Lígia ANJOS
1 min

O primeiro-ministro socialista francês, Manuel Valls, apelou ontem à noite à votação na direita em três regiões; Provence-Alpes-Côte d'Azur, Nord-Pas-de-Calais-Picardie e Alsace-Champagne-Ardennes-Lorraine para evitar a vitória da extrema-direita na segunda volta das eleições regionais de domingo.

Publicidade

O grande perdedor da primeira volta das eleições regionais, o Partido Socialista, decidiu retirar os seus candidatos "nas regiões em que há um risco Frente Nacional e onde a esquerda não supera a direita", para "fazer barragem republicana" à extrema-direita afirmou ontem o primeiro-ministro francês, Manuel Valls.

Crónica Vitor Matias

O Partido Socialista desistiu da segunda volta nas eleições regionais e reforça o apoio a uma oposição republicana contra o avanço da extrema-direita e apela ao voto nos Republicanos.

Pelo contrário o antigo Presidente francês, Nicolas Sarkozy, avisou que não se iria aliar aos socialistas para vencer a FN, Manuel Valls explica que a diferença face ao ex-presidente gaulês é que "eu assumo as minhas responsabilidades".

A Frente Nacional foi a vencedora no domingo, com 28,42% a nível nacional – teve mais de seis milhões de votos e ficou à frente em seis das 13 regiões metropolitanas francesas. Os Republicanos, de Nicolas Sarkozy, que esperavam uma vitória, ficaram-se por 26,85%, e não têm uma vida fácil para a segunda volta. Os socialistas tiveram 23,47%

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.