Acesso ao principal conteúdo
COP21

COP21: Negociações do clima ainda por desbloquear

José Ramos Horta, chefe da delegação timorense à COP21 do Bourget, 10 de Dezembro de 2015
José Ramos Horta, chefe da delegação timorense à COP21 do Bourget, 10 de Dezembro de 2015 RFI/Miguel Martins
Texto por: Miguel Martins
2 min

Ainda não há garantias de que até ao final desta sexta haja fumo branco em relação a um acordo mundial permitindo lutar contra o aquecimento do planeta. A França, que acolhe o evento, admite a persistência de pontos de bloqueio.

Publicidade

A Arábia Saudita não estaria disposta em abandonar a sua lógica petrolífera, o petróleo de que o país é o segundo maior exportador.

Um dos pontos mais controversos prende-se com o princípio de diferenciação, ou seja o esforço pedido aos países consoante as suas emissões de gases com efeito de estufa e o seu nível de desenvolvimento.

Outro parâmetro controverso neste momento prende-se com o financiamento da luta contra o aquecimento climático.

Os países menos avançados exigem que os mais desenvolvidos sejam responsabilizados pela sua quota parte bem mais substancial em relação às emissões de gases.

O âmbito do acordo motiva também árduas discussões.

A Arábia Saudita seria hostil a que a fasquia do aquecimento climático se situe em 1,5 graus centígrados e estaria a travar vários pontos do projecto de acordo, nomeadamente a transição das energias fósseis rumo às energias renováveis.

Neste contexto as organizações não governamentais apelam a que se coloque os interesses do planeta, antes dos interesses nacionais.

José Ramos Horta, prémio Nobel da paz e antigo presidente de Timor Leste chefia a delegação timorense.

Ele comenta o facto de o seu país constar da lista de 9 Estados que ainda não entregaram o seu programa nacional de combate às alterações climáticas.

José Ramos Horta, prémio Nobel da paz e antigo presidente de Timor Leste

Maria Alvim, da ong católica para o desenvolvimento Fé e Cooperação, faz parte de um movimento de igrejas cristãs que elaboraram uma declaração sobre Angola a propósito das alterações climáticas. Ela explica-nos em que consiste esta iniciativa.

Maria Alvim, da ONG católica para o desenvolvimento, Fé e Cooperação

Maria Alvim
Maria Alvim RFI/Miguel Martins

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.