Acesso ao principal conteúdo
Vida em França

Um olhar dum privado de luxo sobre taxistas em França

Áudio 07:50
Movimento de protesto de taxistas anti-empresa de transporte particular, Uber, bloqueando a porta de Maillot em Paris, a 26 de janeiro de 2016.
Movimento de protesto de taxistas anti-empresa de transporte particular, Uber, bloqueando a porta de Maillot em Paris, a 26 de janeiro de 2016. REUTERS/Charles Platiau
Por: João Matos

No magazine Vida em França vamos analisar a crise no sector dos taxis em França que lançaram nos últimos dias um movimento de greves e bloqueio de pontos estratégicos de entrada na capital Paris e outras grandes cidades francesa, protestanto, contra a concorrência, de motoristas do privado.Uma recente legislação liberalizou o sector de transportes nomeadamente o mercado de taxis, com a entrada de novas companhias transportes de serviço de clientes no mesmo nicho, como a americana Uber ou os veículos colectivos de turismo, VTC, o que é denunciado pelos taxistas, como sendo concorrência desleal.Os taxistas denunciam igualmente o método do negócio de licenças para taxis, licenças que abrangem também esse sector livre de motoristas que prestam esse serviço a clientes praticamente a qualquer hora do dia e em moldes diferentes dos taxistas ditos clássicos.Para Bruno Duarte, motorista português a operar neste sector particular de alta gama, em Paris, "(...) essa licença é na base gratuita só que como existe um número limitado por comunidade passa-se de profissionais para profissionais  que fazem a revenda.""(...) São licenças que foram emitidas pelo serviço de trânsito da polícia para cada comunidade, só que sendo limitado o número de praças de taxis chega uma altura em que um artesão se vai reformar  e revende a sua licença."O que aconteceu é que com as novas leis de acesso ao transporte privado foi facilitado então o que acontece é que as licenças do sector privado também são praticamente grátis, só que foram dadas muitas licenças não existe essa revenda entre artesãos privados como existe nos taxis."Clique e ouça para ficar por dentro desta crise do sector dos taxis e serviço de carreira livre de transportes, em França.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.