Acesso ao principal conteúdo
Imprensa Semanal

Intelectuais e o dinheiro em França

Áudio 04:13
Capas de magazines news franceses de 13 de fevereiro de 2016
Capas de magazines news franceses de 13 de fevereiro de 2016 RFI
Por: João Matos
7 min

As capas dos magazines nesta Imprensa semanal abordam temas que vão da inteligência artificial, passando por intelectuais franceses e o dinheiro, Gabão ou até o síndrome de Colónia, imigrantes e mulheres.Os prodígios da inteligência artificial é a grande manchete do semanário L’EXPRESS, que passa a pente fino sectores como transportes, saúde, internet ou smarthphones. AInteligencia artificial invadiu o nosso dia-a-dia sem que tenhamos tido consciência disso e amanhã ela promete libertar as máquinas tornando-as mais autónomas com capacidades de aprendizagem ilimitadas.O século XXI é o da revolução, o da robôlução, de robôs que trabalham em equipa com os humanos e tudo a uma velocidade vertiginosa das tecnologias, imitando mesmo o funcionamento neuronal do cérebro, sublinha LEXPRESS. LE POINT, pergunta em capa como namorar a ansiedade, para falar do livro bestseller do jornalista americano, Scott Stossel que chega à França. 3Ansiedade, as tribulações de um angustiado crónico à procura de paz interior!"O magazine CAUSEUR, debruça-se sobre "imigrantes e mulheres, o síndrome de Colónia, para sublinhar que todos os imigrantes não são violadores, mas em Colónia, na  Alemanha, na noite de S.Silvestre todos os violadores eram imigrantes;Em relação à África, JEUNE AFRIQUE, faz a sua capa com "Gabão última linha recta." Uma longa reportagem e a pergunta Gabão mudou mesmo? já que a oito meses das presidenciais começaram as declarações assassinas. A mesma JEUNE AFRIQUE, faz referência ao que chama "crime de lesa Savimbi," sobre o caso judicial com três dos seus filhos a atacar por difamação a filial francesa da editora de jogos de vídeo Call of Duty, onde figura a imagem do pai com uma barba de bruto, passando em branco que Savimbi foi um chefe militar, grande estratego e líder poítico.Os filhos de Savimbi, reclamam uma indemnização de 1 milhão euros e a retirada do jogo de video do mercado, nota a JEUNE AFRIQUE. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.