Revista de Imprensa

Reforma judiciária em França e polícia brasileira ouve Lula

Áudio 04:30
Primeiras páginas dos jornais franceses de 04 de março de 2016
Primeiras páginas dos jornais franceses de 04 de março de 2016 RFI

As primeiras páginas dos jornais nacionais franceses estão dominadas pela política interna relacionados com assuntos ligados à justiça, ao nuclear, à lei do trabalho ou ao desemprego.A reforma penal reforça os poderes dos procuradores, é a manchete do vespertino LE MONDE. Os procuradores apoderam-se das investigações, com os magistrados judiciais preocupados com este novo equilíbrio da justiça , tendo em conta que o ministério público permanece ligado ao poder. É a eterna incapacidade da França em estabelecer estatutariamente a independência dos procuradores em relação ao executivo, nota LE MONDE.Nuclear a segurança atomizada, pertence ao LIBÉRATION, que observa que isto surge numa altura em que a França tenta renovar as suas centrais vetustas, mas o seu monitoramento coloca problemas.LE MONDE, titula o ex-presidente Lula tenta salvar a sua reputação e a do Brasil. O ídolo das classes populares é suspeito de corrupção. Inscritos no alcatrão de uma estrada, "residência de Lula, o bandido", e alguns metros, mais acima, "Lula para a cadeia." Em relação à África, no Benim 5 homens de negócios em campanha, é o destaque africano do vespertino LE MONDE, sublinhando que são os favoritos da primeira volta das eleições presidenciais, de 6 de março, e não candidatos saídos dos grandes partidos.