Acesso ao principal conteúdo
França/Euro 2016

França lança aplicação "alerta de atentado"

Stade de France
Stade de France REUTERS/Charles Platiau
Texto por: RFI
3 min

Chama-se SAIP, trata-se de uma aplicação para smartphone lançada pelo Ministério do Interior francês que permite alertar os utilizadores de eventuais ataques terrorista ou de perigo iminente. A app está disponível em francês e em inglês, com versões para iPhone e para Android, e é gratuita.

Publicidade

Chama-se SAIP, Système d'Alerte et d'Information aux Populations (numa tradução livre Sistema de Alerta e de Informação à População), trata-se de uma aplicação para smartphone lançada pelo Ministério francês do Interior que permite alertar os utilizadores de eventuais ataques terrorista ou de perigo iminente. A app, lançada esta quarta-feira, a dois dias do arranque do europeu de Futebol, está disponível em francês e em inglês, com versões para iPhone e para Android. E é gratuita.

Em caso de atentado, é desencadeado um alerta e se o utilizador da aplicação se encontrar na zona afecta ao ataque, a aplicação activa-se em aproximadamente 15 minutos, com o ecrã do smartphone a fixar a cor vermelha. Porém sem qualquer tipo de emissão de som ou vibração, isto para evitar chamar a atenção. O utilizador tem de concordar em facultar os dados da sua localização para receber os alertas.

A partir do momento em que a aplicação está activa, começam então a chegar as primeiras informações: o que se passa, onde e quais os conselhos de segurança. A isto junta-se ainda um ícone para a partilha do alerta nas redes sociais.

Os utilizadores da aplicação podem monitorizar os alertas de um total de oito zonas geográficas diferentes, permitindo-lhes ver a situação dos locais onde se encontram, por exemplo, familiares e amigos.

Todavia, para que a aplicação funcione é necessário que o telefone esteja ligado e tenha rede. A app, de resto, funciona apenas num sentido, no alerta dado pelas autoridades aos utilizadores. É impossível com a aplicação os utilizadores alertarem as autoridades de uma situação de perigo, o único meio neste caso continua a ser telefonar para o 17 ou para o 112.

De acordo com o Ministério do Interior a nova aplicação para telemóvel completa o habitual dispositivo de alertas como as sirenes ou as instruções das forças de segurança.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.