França

França : ex-ministro da economia apostado em 2017

O ministro da economia francês, Emmanuel Macron.
O ministro da economia francês, Emmanuel Macron. REUTERS/Philippe Wojazer

Emmanuel Macron anunciou hoje que demitia-se do seu cargo de ministro de Economia. Esta tarde, apresentou o seu projecto politico para o futuro. 

Publicidade

O ministro da Economia Emmanuel Macron vai finalmente demitir-se, depois de meses de rumores e de desmentidos.

A informação divulgada esta manhã pelo diário económico "Les Echos", foi confirmada um pouco mais tarde pelo seu gabinete.

Emmanuel Macron, que foi membro efectivo do Partido socialista de 2006 a 2009, começou a sua carreira profissional como inspector das finanças antes de se orientar para o sector privado, tendo sido gerente no Banco de negócios Rothschild & Cie.

Nomeado como ministro da Economia por François Hollande em 2014, Emmanuel Macron afirmou-se pouco a pouco como uma das personagens mediáticas populares do governo.

O ano de 2016 foi marcado pela afirmação da sua independência politica, com a criação, a 6 de abril, do seu próprio movimento : "En Marche !" ("Avante !").

Este movimento apresenta-se como uma iniciativa não partidária, "tanto de esquerda como de direita", politicamente situado entre os progressistas e os conservadores".

A 19 de agosto passado, Emmanuel Macron declarou "não ser socialista" e o que agravou a crise entre os fiéis do presidente francês e o seu ministro, que defende uma linha económica mais liberal.

No discurso proferido durante a conferência de imprensa desta tarde, Emmanuel Macron apresentou o seu projecto par ao futuro.

Confere aqui a declaração do ex-ministro da economia.

Declaração de Emmanuel Macron

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI