Acesso ao principal conteúdo
Artes

Bestiário de Miguel Branco em dupla exposição em Paris

Áudio 07:11
Miguel Branco junto a uma das obras em exposição no Musée de La Chasse et de La Nature, em Paris.
Miguel Branco junto a uma das obras em exposição no Musée de La Chasse et de La Nature, em Paris. RFI
Por: Carina Branco

O universo de animais desconcertantes do artista português Miguel Branco está em exposição no Muséé de La Chasse et de La Nature [Museu da Caça e da Natureza] e na Galeria Jeanne Bucher Jaeger, em Paris. Esculturas e pinturas que cruzam as referências à pintura clássica com a ironia dos "readymade" de Marcel Duchamp, as novas tecnologias e as preocupações políticas do presente.

Publicidade

O bestiário de Miguel Branco encontrou refúgio em Paris, num museu que se assemelha aos gabinetes de curiosidades do século XVI e numa galeria de arte contemporânea centenária que continua a apostar na promoção de novos artistas desde que abriu portas em 1925.

Trabalhos imaginados nas entrelinhas do mistério e do sarcasmo para ver até 21 de Janeiro na galeria Jeanne Bucher Jaeger e até 12 de Fevereiro no Muséé de La Chasse et de La Nature.

Clique na imagem principal para ouvir a reportagem.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.