FRANÇA

França: Bernard Cazeneuve é o novo primeiro-ministro

Bernard Cazeneuve, agora ex-ministro do Interior, é o novo primeiro-ministro francês.
Bernard Cazeneuve, agora ex-ministro do Interior, é o novo primeiro-ministro francês. REUTERS/Jacky Naegelen

Depois de Manuel Valls ter ontem anunciado que iria ser candidato às primárias da esquerda, o governo francês escolheu hoje Bernard Cazeneuve para novo primeiro-ministro. A transmissão de poderes terá lugar hoje à tarde. Sucede assim a Manuel Valls.  

Publicidade

Bernard Cazeneuve, agora ex-ministro do Interior, foi hoje nomeado por François Hollande como novo primeiro-ministro francês. Num comunicado publicado na página oficial, o Eliseu anunciou que Manuel Valls tinha apresentado a sua demissão e que o presidente francês tinha escolhido o ex-ministro do Interior para o substituir. François Hollande afirmou que confiou ao novo governo "a missão de continuar a preparar o futuro".

Era a escolha mais prevísivel, tendo em conta que, ao longo do mandato presidencial de François Hollande, Bernard Cazeneuve foi-se impondo cada vez mais devido às circunstâncias que teve que enfrentar. Foi nomeadamente uma peça fundamental na resposta do Governo aos atentados do Charlie Hebdo mas também de 13 de Novembro em Paris e de 14 de Julho em Nice.

É também conhecido por manter uma postura discreta, tendo em conta que nunca se manifestou durante as principais crises que surgiram durante o mandato presidencial nem nas lutas internas que opuseram Manuel Valls, o ex-ministro da economia Emmanuel Macron e o presidente François Hollande. 

As reacções a esta nomeação não tardaram a surgir. O primeiro secretário do partido socialista, Jean-François Cambadélis, num tweet, manifestou satisfação pela escolha do presidente francês ao dizer que "com Bernard Cazeneuve, a França está em boas mãos! Ética, respeito, estabilidade e eficácia!". 

Já o vice-presidente do partido de extrema direita Front National, François Philippot, considera que é uma escolha "surrealista":  "o ministro do Interior que meteu os polícias na rua e que deixou o islamismo matar é recompensado. Surrealista!". 

Bernard Cazeneuve já escolheu o seu Governo, que é constituído por Bruno Le Roux, ministro do Interior, Jean-Marie Le Guen, ministro do Desenvolvimento e da Francofonia, e André Vallini, novo secretário de Estado das Relações com o Parlamento.

Bernard Cazeneuve vai assim ocupar a função de primeiro-ministro francês, no que será o mandato mais curto da história do regime da Quinta República tendo em conta que só durará 5 meses (até Maio), altura em que têm lugar as eleições presidenciais. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI