Acesso ao principal conteúdo
Revista de Imprensa

França: presidenciais, nuclear, conflitos de interesse ou Europa

Áudio 03:40
Primeiras páginas dos jornais franceses de 9 de março de 2017
Primeiras páginas dos jornais franceses de 9 de março de 2017 RFI
Por: João Matos
6 min

As primeiras páginas dos jornais franceses estão dominadas por questões de política nacional, desde as próximas eleições presidenciais, passando pelo nuclear ou conflitos entre o político e o financeiro. LE MONDE titula projecto de Hamon para relançar a Europa, referência ao candidato socialista às presidenciais francesas.Numa entrevista ao jornal LE MONDE Hamon propõe reforçar a zona euro, com a instalaçao de uma assembleia democrática que seria a emanação dos parlamentos nacionais e poderia estatuir sobre um orçamento da zona euro, ou uma taxa de imposto sobre as sociedades.Saída do euro: um cenário negro para a França, replica LE FIGARO, a propósito do projecto da candidata da extrema direita. No coração do programa económico da Frente nacional, o abandono da moeda única poderia provocar uma crise bancária e financeira sem precedentes.Transparência da vida política, todos se comprometem, menos um.. é o principal título do LIBÉRATION. Indemnizações parlamentares, empregos familiares, LIBÉRATION propôs 6 compromissos de moralização financeira aos candidatos, que responderam, salvo Fillon.Conflitos de interesse: como expulsar o índice CAC das 40 principais empresas francesas do Parlamento, é do jornal L'HUMANITE, para evitar relações perigosas entre política e dinheiro.Por seu lado LA CROIX, pergunta podemos pôr de lado o nuclear? Em França se o consenso a favor do nucleaar explodiu ninguém está em condições de dizer qual será a energia do futuro.No internacional, LE MONDE dá relevo à Holanda fazendo um retrato de um xenófobo, Geert Wilders, que com o seu partido para a liberdade souberam federar as frustrações dos holandeses. Isto quando a sua formação de extrema direita rivaliza-se com a do primeiro-ministro liberal cessante por ocasião das eleições legislativas de 15 de março.Em relação à África, LE FIGARO, destaca Mali: os soldados franceses face a uma nova investida jiadista. A operação militar francesa no Sahel reorienta-se para a ameaça jiadista no centro do Mali.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.