França

Perfil dos onze candidatos à presidencial francesa

© letudiant.fr

Conheça aqui o perfil dos onze candidatos às eleições presidenciais francesas deste domingo, 23 de Abril de 2017.

Publicidade

Emmanuel Macron, 39 anos, antigo ministro da Economia, concorre pelo partido que fundou, "Em Marcha!", baseado em políticas centristas. Posiciona-se como liberal social e defende uma terceira via política. Usa as redes sociais na campanha para se mostrar como figura de forte contraponto aos outros candidatos num cenário dividido.

Marine Le Pen, 48 anos, lidera a Frente Nacional, maior força de extrema-direita francesa. Viu a imunidade como eurodeputada suspensa e é investigada por publicar no fotografias de violência do auto-proclamado Estado Islâmico. É suspeita de uso irregular de fundos do Parlamento Europeu. Com retórica agressiva, promete sair da zona do euro e cortar a imigração.

François Fillon, 62 ano, primeiro-ministro do governo de Nicolas Sarkozy, foi considerado favorito para a Presidência, mas agora é investigado por ter criado empregos-fantasma à mulher e filhos. Candidato do principal partido de centro direita, Os Republicanos, adopta plataformas conservadoras e promete modernizar o sector do trabalho.

Benoît Hamon, 49 anos, depois de vencer o favorito antigo primeiro ministro Manuel Valls para representar o Partido Socialista, Hamon foi comparado ao senador americano Bernie Sanders. Membro da Assembleia Nacional e antigo-ministro, adopta plataformas consideradas radicais por alguns. Defende criação do rendimento mínima universal.

Jean-Luc Mélenchon, 65 anos, candidato independente, o deputado europeu Mélenchon é um nome tradicional na extrema-esquerda francesa. O antigo ministro e antigo-senador já se candidatou à Presidência,ficou em quarto lugar em 2012. lidera actualmente o movimento que fundou, França Insubmissa, que se baseia no aumento do salário mínimo e no fim da austeridade.

Nicola Dupont-Aignang, 55 anos, deputado de Essonne- já se candidatou à eleição presidencial em 2012, ficou em sétimo. Gaullista. Depois vários anos no RPR e desde então no UMP, deixa o partido em 2007 por entrar em desacordo com Nicolas Sarkozy. Funda o próprio partido, A República de pé, que se declara gaullista.

Nathalie Arthaud, 46 anos, candidata às eleições presidenciais de 2012, alcançou o novo lugar. Professora de economia e de gestão num liceu em Aubervilliers en Seine-Saint-Denis, coloca o interesse dos trabalhadores no centro do seu discurso. A luta de classes é o leitmotiv desta candidata comunista.

François Asselineau, 59 anos, candidato às eleições presidenciais de 2012 sem conseguir porém os 500 apoios necessários. É diplomado da ENA e ocupou cargos em vários ministérios. Foi também director de gabinete de Charles Pasqua quando este dirigira o distrito de Hauts-de-Seine entre 2001 e 2004.

Philippe Poutou, 50 anos, candidato às eleições presidenciais de 2012, ficou em oitava posição. Faz do universo a sua mais-valia. Em plena campanha presidencial entrou em greve para defender os empregos da fábrica da Ford onde trabalha. luta contra a fuga fiscal, a partilha do trabalho e das riquezas.

Jacque Cheminad, 75 anos, esta é a terceira candidatura às eleições presidenciais, em 2012 ficara em décimo (último). É difícil situa-lo no xadrez político, dá ênfase ao combate contra a “ocupação financeira” representada segundo ele por Wall Street, a City, o FMI o Bruxelas.

Jean Lassalle, 61 anos, deputado de Pyrénées-Atlantiques desde 2002 - Oriundo de uma família de pastores nos Pirinéus atlânticos gosta de se apresentar como sendo um bom pastor. de Centro-direita é originário da UDF, que se transforma em MoDem em 2007, é próximo de François Bayrou mas, contrariamente a este último votou por Nicolas Sarkozy na 2ª volta das presidenciais de 2012.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI