Acesso ao principal conteúdo

François Hollande aconselha novo presidente Macron

Emmanuel Macron, novo presidente francês, acompanha a saída do ex-presidente, Hollande, a 14 de maio
Emmanuel Macron, novo presidente francês, acompanha a saída do ex-presidente, Hollande, a 14 de maio REUTERS/Yoan Valat/Pool
Texto por: João Matos
4 min

François Hollande, antigo presidente francês, afirmou numa entrevista à televisão TV5 Monde, que não abandonará tão cedo a vida política e que sempre que for necessário dirá o que tem de dizer, sem que impeça a recuperação do país. E aproveitou para aconselhar o actual presidente, Macron, a aproveitar o regresso do crescimento, para impulsionar o consumo e o poder de compra.

Publicidade

Apesar de ter deixado o poder, o antigo presidente da França, François Hollande, não está disposto a abandonar a vida política e disse que usará da sua liberdade de expressão e de crítica, sempre que for necessário.

François Hollande, prestou estas declarações numa entrevista, à televisão TV5 Monde, clarificando assim as suas ideias.

"Mesmo quando decidi, por razões que indiquei, não me candidatar às presidenciais, havia uma situação que me parecia demasiado perigosa, eu disse que não me retiraria da vida política", acrescentou o antigo chefe de Estado.

Aliás, a 14 de maio, dia da transferência de poder a Emmanuel Macron, eleito, uma semana antes, Hollande, ironizou a propósito do seu futuro político, dizendo que não se devia dizer "jamais na vida".

"Hoje, estou numa espécie de espectador porque era presidente ainda há apenas 4 meses, pelo que não quero complicar a tarefa do meu sucessor", sublinhou François Hollande. 

Mas, respondendo a uma pergunta sobre os decretos reformando o Código do trabalho preparados pelo governo e o Presidente Macron, o ex-presidente Hollande, disse que os bons resultados económicos recentes  deviam beneficiar as "francesas e os franceses".

"Penso que a partir do momento em que o crescimento é mais forte do que aquele dos últimos anos, há que acompanhá-lo e evitar medidas que poderão ser brutais".

"Digo apenas que temos agora uma situação melhor do que aquela que encontrei em 2012 e que Emmanuel Macron, novo presidente, deve como é evidente, respeitar o seu programa, mas fazer com que o consumo e o poder de compra possam ser estimulados."

François Hollande, ex-presidente francês sobre política social do novo presidente Macron

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.