Acesso ao principal conteúdo
Pintura

Obra de Vieira da Silva arrematada por valor recorde

"L'Incendie 1" de Maria Helena Vieira da Silva (1944)
"L'Incendie 1" de Maria Helena Vieira da Silva (1944) Christie's

A tela "L'incendie 1" de Maria Helena Vieira da Silva foi arrematada por 2.290 milhões de euros, num leilão da Christie's, na terça-feira. Um valor recorde que "é merecido", na opinião de Véronique Jaeger, directora da galeria parisiense que revelou a pintora.

Publicidade

"L'Incendie 1" (1944) tinha uma estimativa de base de entre 1.230 milhões e 1.676 milhões de euros, mas acabou por ser arrematado por 2.290 milhões de euros. O anterior recorde de uma obra de Maria Helena Vieira da Silva tinha sido alcançado em 2011, quando quadro "Saint-Fargeau" foi vendido por pouco mais de um milhão de euros.

Véronique Jaeger, directora da galeria Jeanne Bucher Jaeger - que promoveu a artista desde os anos 30, em Paris - explicou à RFI que “é uma obra muito importante e histórica” e que o preço alcançado é “merecido”. A seu ver, trata-se também de “um bom sinal para o mercado” e para o próprio reconhecimento internacional do trabalho de Vieira da Silva.

Véronique Jaeger, Directora da Galeria Jeanne Bucher Jaeger

O quadro é uma resposta figurativa aos horrores da segunda guerra mundial na Europa e antecipa as composições abstractas que virão a definir o seu estilo. De acordo com a data da tela, teria sido pintado quando a artista estava no exílio no Brasil, com o marido, o pintor de origem húngara Arpad Szenes.

De acordo com a Christie's, a tela esteve presente em algumas das principais exposições da artista na Europa e América do Sul, incluindo numa grande retrospectiva na Fundação Calouste Gulbenkian, em 1970, em Lisboa, e foi adquirida aos herdeiros de Jorge de Brito, em 2008,por uma colecção privada de arte (não identificada).

Maria Helena Vieira da Silva nasceu em Lisboa, em 1908, mudou-se para a capital francesa quando tinha 19 anos, conviveu com vários artistas da vanguarda da primeira metade do século XX e morreu em 1992.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.