Acesso ao principal conteúdo
França

Emmanuel Macron perante os franceses da Reunião

Emmanuel Macron, Presidente francês na Ilha da Reunião.
Emmanuel Macron, Presidente francês na Ilha da Reunião. AFP / Richard BOUHET
Texto por: Marco Martins
3 min

Depois da ilha de Mayotte, o Presidente Emmanuel Macron fez ontem uma curta escala nas Ilhas Gloriosas, reivindicadas por Madagáscar, onde afirmou “estamos em França” o que gerou polémica. Nesta quinta-feira o Presidente está na Ilha da Reunião onde os sindicatos convocaram para hoje uma greve geral e manifestações em protesto contra a grave crise social que a Ilha vive.

Publicidade

O Presidente francês Emmanuel Macron, que continua o seu périplo pelo Oceano Índico, está na Ilha da Reunião, território gaulês onde se confrontou com a população.

Emmanuel Macron pediu ao Presidente da Câmara de Saint-Denis para o levar junto da população para ele ver com os próprios olhos a situação actual da Ilha: “Leva-me a um lugar onde possa ver o que funciona e o que não funciona”.

E foi mais o que não funciona que ele viu, sendo apupado. Emanuel Macron tentou lembra que tem soluções para os problemas do custo da vida que são elevados: “A reposta é quebrar o monopólio daqueles que impõem preços altos. E segundo ponto ajudar os jovens a aceder a empregos”.

Emmanuel Macron confrontou-se com a população da Reunião e voltou a afirmar qual era a sua postura: “Estou numa postura de ação, de trabalho”.

O périplo do Presidente francês termina nesta sexta-feira 25 de Outubro.

Crónica de Marco Martins

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.