Acesso ao principal conteúdo
CANNES / ESTRELAS DO MUNDO / REINO UNIDO

Jim Broadbent - Um inglês na Riviera Francesa

Jim Broadbent
Jim Broadbent
4 min

Atualmente o britânico Jim Broadbent é apontado como um dos atores mais versáteis do cinema. Durante sua carreira, ele trabalhou com diretores como Woody Allen, Baz Luhrman, Martin Scorsese e Mike Leigh. Esse ano ele está em Cannes com Leigh, onde concorre com Another Year, o único filme inglês na corrida pela Palma de Ouro.

Publicidade

Por Amanda Morrow

Ele pode ter já ter conquistado um Oscar, mas o britânico Jim Broadbent começou a interpretar humildemente nos palcos do teatro. O que não é nenhuma surpresa, principalmente quando se sabe que sua mãe começou em um grupo de teatro amador dentro de uma pequena igreja, onde o ator também deu seus primeiros passos no palco, quando tinha apenas quatro anos de idade.

Com sua cara simpática e uma queda para a comédia, Broadbent ficou conhecido por seus papéis em Iris (com o qual ganhou o Oscar de melhor ator coadjuvante), Moulin Rouge! (graças ao qual conquistou um BAFTA) e Topsy-Turvy (uma importante etapa sob a direção de Mike Leigh), além de O Diário de Bridget Jones. Mas tudo começou mesmo em 1972, quando ele se formou na London Academy of Music and Dramatic Art. No início da carreira, para completar sua renda enquanto esperava um papel como ator, ele chegou a se matricular numa agência de modelos feios . Curiosamente, nunca foi chamado pela tal agência.

Broadbent é casado com a pintora e ex-cenógrafa de teatro Anastasia Lewis. Ele construiu parte de sua carreira no Royal National Theatre e na Royal Shakespeare Company, mas a grande oportunidade veio em 1977, quando integrou o elenco de Illuminatus, a peça futurista de Ken Campbell, com 12 horas de duração, na qual ele interpretou vários papéis. Também foi nessa época que ele começou sua colaboração com Mike Leigh, na produção de Ecstasye Goosepimple. Conforme o trabalho avançava, o meigo artista ia se tornando um dos poucos atores capazes de se dar bem tanto em papéis de coadjuvante como protagonista. E, sem supresa, chamou a atenção dos diretores.

Em 1987 vem a primeira experiência em Hollywood, ao estrelar, ao lado de Christopher Reeve e Gene Hackman, o filme Superman IV – Em Busca da Paz. Mas mesmo se alguns anos depois Woody Allen lhe telefonou pessoalmente para oferecer um papel em Tiros na Broadway, é bom lembrar que foi graças à Leigh que Broadbent se tornou conhecido do público internacional.

Sua estrela não parou de brilhar nos anos 90. Nesse período, Broadbent se tornou um dos grandes nome na BBC, graças à programas como Silas Marner e a comédia Blackadder, de Rowan Atkinson, o Mr. Bean.

Atualmente parte da lista dos artistas britânicos mais em voga fora de seu país, Broadbent estará em Cannes com Leigh, ao lado de um elenco que inclui nomes como Imelda Staunton e Lesley Manville. Pouca coisa se diz sobre filme até agora. Apenas que o púico pode esperar um "retrato íntimo de vidas de indivíduos". Mas apesar de tudo o que pode ser dito de qualquer filme de Leigh, Another Year certamente merece ser visto.

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.