Acesso ao principal conteúdo
Start/tratado de redução de armas nucleares

Parlamento russo aprova em primeira leitura a nova versão do Start

O chanceler russo Lavrov diante da Duma, nesta sexta-feira, 24/12/2010.
O chanceler russo Lavrov diante da Duma, nesta sexta-feira, 24/12/2010. © REUTERS
Texto por: RFI
2 min

Os parlamentares russos, seguindo o exemplo dos colegas do Senado norte-americano, aprovaram nesta sexta-feira, em primeira leitura, o tratado bilateral sobre a redução de armas estratégicas ofensivas (Start, na sigla em ingês), com 350 votos a favor e 58 contra.

Publicidade

Rinat Valiulin, correspondente da RFI em Moscou

Ainda na véspera, já depois da respectiva aprovação pelo Senado, houve quem tivesse dúvidas quanto a isso. Um deputado que representa a maior fracção pro-governamental no Duma (parlamento russo), disse ontem que o tempo não dava para estudar em detalhe todas as emendas para o texto do documento e que a aprovação poderia ser feita só no ano que vem.

Antes do início da votação, o ministro das Relações exteriores russo, Serguei Lavrov, ao falar perante os deputados, frisou que a parte russa liga esse tratado diretamente aos planos da OTAN e dos Estados Unidos de instalar na Europa o sistema de defesa antiaérea, o chamado "escudo antimíssil". O ministro russo lembrou os deputados que a Rússia, segundo as cláusulas do documento aprovado hoje, tem o direito de alterar a sua atitude e sair do Tratado unilateralmente - caso o escudo antimíssil europeu passar a afetar a sua segurança. Observadores locais acham que o passo seguinte nos contatos bilaterais serão conversações sobre a redução de armamentos nucleares táticos de médio e menor alcance, instalados na Europa.

Falando hoje com dirigentes dos principais canais de televisão, o presidente russo Dmitry Medvedev valorizou altamente os esforços da administração norte-americana e do presidente Barak Obama na aprovação do Tratado sobre a redução de armamentos estratégicos ofensivos. A próxima leitura do texto do Tratado pelos parlamentares russos, devidas as próximas festas do Ano novo, será feita em meados de Janeiro de 2011.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.