A série de incidentes graves nos reatores da central nuclear de Fukushima Daiichi, provocada pelo forte terremoto seguido de tsunami de 11 de março, no Japão, trouxe novamente à tona o debate sobre a segurança das usinas nucleares. Enquanto os japoneses tentam se recuperar das conseqüências desse que já está sendo considerado como o tremor mais violento dos últimos 140 anos no país, o mundo se questiona sobre os riscos ligados à produção de energia com tecnologia nuclear.