Haiti/ Eleições

Às vésperas de eleições, Aristide retorna ao Haiti

Pôster de Jean-Bertrand Aristide é preparado em Porto Píncipe, onde ele mantém admiradores.
Pôster de Jean-Bertrand Aristide é preparado em Porto Píncipe, onde ele mantém admiradores. Reuters

Nas vésperas das eleições presidenciais no Haiti, o ex-presidente haitiano Jean-Bertrand Aristide, exilado na África do Sul, vai deixar Johanesburgo nesta quinta-feira à noite e deve chegar em Porto Príncipe na sexta pela manhã. A informação foi confirmada pelo porta-voz do ministério sul-africano das Relações Exteriores.

Publicidade

Aristide foi retirado da presidência do Haiti em 2004 por uma insurreição armada local e por pressão dos Estados Unidos e da França. Ele mora na África do Sul desde então.
Os americanos já reagiram à notícia, afirmando que estão « profundamente preocupados » com o retorno de Aristide ao seu país. A observação foi feita por telefone pelo presidente americano, Barack Obama, ao presidente sul-africano, Jacob Zuma.

A Casa Branca emitiu um comunicado afirmando que “os haitianos merecem poder escolher o próprio governo através de eleições pacíficas e livres” no próximo dia 20.

Washington e Paris haviam solicitado que o ex-presidente não voltasse ao Haiti antes da realização do segundo turno das eleições presidenciais, disputado entre a ex-primeira-dama Mirlande Manigat e o cantor Michel Martelly. Ambos os candidatos afirmaram que não se opõem ao retorno dele, mas preferiam que ele voltasse após as eleições.

Ex-padre e com um discurso populista, Aristide ainda é admirado por camadas modestas do Haiti, apesar de ter enfrentado duas mobilizações populares para retirá-lo do poder. O advogado dele, Ira Kurzban, argumentou que o ex-governante “tenta voltar ao Haiti há sete anos”, e que “esta não é uma decisão de última hora”. Aristide vai se deslocar até Porto Príncipe em um avião privado.

O advogado reafirmou que o ex-presidente não tem intenção de voltar à política em seu país, mas sim gostaria de se engajar no setor de educação. Mesmo assim, o partido ao qual pertencia, Fanmi Lavalas, convocou os militantes para recebê-lo no aeroporto nesta sexta-feira.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI